ILIB

ILIB

2018-11-07T14:30:55+00:00

O termo ILIB é uma sigla que significa Intravascular Laser Irradiation of Blood, ou irradiação a laser no sistema vascular, em tradução livre. Basicamente consiste na aplicação transcutânea (através da pele) de um laser terapêutico de cor vermelha na região da artéria radial, localizada na região do antebraço, mais próxima ao punho.

Esse laser de baixa potência tem como principal função estimular as células do organismo a realizar suas funções básicas de maneira mais eficiente, ou seja, desde a produção de enzimas importantes para o seu bom funcionamento até o combate aos radicais livres, que podem ser prejudiciais para a saúde.

Como é sabido, os radicais livres são moléculas resultantes do processo de queima do oxigênio por parte das células durante a conversão de nutrientes em energia. Ainda que os próprios tecidos sejam capazes de eliminar esses resíduos com o auxílio de enzimas protetoras, fatores externos (poluição, fumo, consumo de álcool, entre outros) contribuem para o surgimento desses elementos. A Laserterapia Sistêmica ILIB, portanto, é um reforço para o organismo.

A laserterapia tem se mostrado também uma forma de tratamento muito eficiente em inúmeros casos. Há registros de outros benefícios para o organismo, como melhora da circulação sanguínea e do sistema cardiorrespiratório, alívio de inchaços e dores, melhor desempenho em atividades cognitivas e na realização de tarefas físicas, diminuição de fadiga e cansaço com mais qualidade de sono. Relatos de outros efeitos, como sensação de autoconfiança e bem-estar, melhora no sistema imunológico e aumento da libido e retardo aos processos de envelhecimento também são conhecidos.

Além disso, a Laserterapia Sistêmica ILIB tem sido utilizada como tratamento auxiliar de doenças cardiovasculares e circulatórias, problemas respiratórios (bronquite e asma), em processos inflamatórios graves e até mesmo como recurso terapêutico de doenças graves ou agudas, como câncer, diabetes e doenças autoimunes. Utilizado como terapia pós-cirúrgica, proporciona redução mais eficaz de edemas e melhora do quadro clínico geral.

Geralmente, a terapia é aplicada em sessões que podem durar de 15 a 60 minutos. Os números de consultas e o intervalo entre elas variam de acordo com o tratamento. Como a técnica se baseia na utilização de feixes de laser aplicados sobre a pele, é um processo indolor e não invasivo. Além disso, não existem registros de efeitos colaterais decorrentes de sua utilização.

É importante salientar que a laserterapia sistêmica não é indicada para portadores de marca-passo, mulheres em período de gestação e pessoas com glaucoma ou algum tipo de fotossensibilidade. Caso haja histórico de câncer de pele, especialmente em uma área próxima do local da aplicação, isso deve ser levado em consideração também.

Ficou interessado na Laserterapia Sistêmica ILIB? Quer saber mais sobre essa técnica inovadora? Entre em contato com a gente.

« Voltar
Fale Conosco via WhatsApp